Deuty reclama do encerramento do EJA em Carapebus

por Tania Maria Garabini publicado 13/09/2021 15h22, última modificação 13/09/2021 15h22
E lamentou a morte de ex colega de Casa

O encerramento – sem qualquer autorização ou comunicado ao conselho de educação – a Secretaria de Educação encerrou as atividades do Ensino de Jovens e Adultos (EJA) do município. Para o vereador Luciano Sardinha Deuty isso é temeroso. “Estão brincando com o futuro das pessoas dessa cidade”. Com a existência do EJA - adultos e jovens que não puderam cursar uma escola - têm a oportunidade de estudar e também de se profissionalizar garantindo assim seu presente e futuro econômico e cultural.

“A educação é o futuro do amanhã. Se não tivermos uma educação, uma saúde e atendimento social diferenciado para que estamos aqui”, indagou Deuty.

“Com um orçamento de quase R$ 30 milhões para a Educação, não podemos deixar isso acontecer porque todos aqui tem filhos ou netos na escola municipal. Mas está tudo parado. Em contrapartida, a escola particular da cidade está há trinta dias funcionando e as quinze do município não estão. E me chama atenção que até agora não tem plano para a volta. Há famílias passando necessidades. Hoje mesmo me pediram cesta básica porque os filhos não tem merenda, que é um suplemento para elas”. Outra denúncia é de que há falta de água nos colégios municipais, segundo denúncia que recebeu.

Câmara enlutada

Falando sobre a morte do ex vereador falecido recentemente Deuty lembrou que o mesmo teve importante papel no desenvolvimento da cidade, citando como exemplo sua participação na votação pela ampliação da ZEN local. "Ele nunca se deixou de comparecer às reuniões com governador ou deputado, para reivindicar uma melhoria para a cidade. Sempre foi incansável em sua luta por ver a prosperidade da população e mesmo quando deixou o cargo, sempre esteve trabalhando. Ele é um exemplo a ser seguido e dou minhas condolências à família Vicente por essa grande perda", concluiu Deuty.